19 de ago de 2015

Um Romance Russo




Oiiii meus amigos!!!

Voltei!!! Dessa vez ainda não sei se em definitivo - colocaria agora aquela carinha de emotion vermelhinha, de vergonha, hehe!!!

Mas voltei... E, nesse tempo que passou, para cada livro que lia eu escrevia um texto pelo menos mentalmente, eu pensava nas palavras chaves que melhor o definiriam, eu tentava falar com alguém sobre a história... Mas no fim era aqui que eu precisava vir!!! Aqui é o espaço onde consigo expressar o que a literatura significa pra mim, o que ela desperta e possibilita... Sim porque a literatura faz isso com a gente, ela abre novos mundos, elas nos leva a viajar, tirar os pés do chão e deixar a imaginação vagar pelos mais remotos confins desse mundão de meu Deus!!! Então como deixar isso passar???

Vou re-começar por esse livro aí de cima então, Um Romance Russo, não só porque terminei-o hoje, mas porque ele me trouxe muito de volta essa necessidade de escrever sobre ler...

Um Romance Russo: Francês, denso, inteligente (as três primeiras palavras que me vieram à cabeça quando li o último parágrafo), sincero, extremamente bem escrito e um pouco triste e frio também... Emmanuel Carrère escreveu-o para falar sobre si mesmo, para tentar se descobrir e se redimir em meio a sua história... Acho que conseguiu!!! Ou talvez tenha se sentido bem em tentar...

Comprei o livro num sebo, imaginando que ele era mais antigo (mas é de 2007) e impulsionada por essa minha paixão por romance russo, ou melhor dizendo, por histórias que envolvem a Rússia. Ele fala sobre a Rússia sim (embora não seja como eu esperava), mas é um romance biográfico de um escritor que é francês, ou seja, uma mistura de coisas interessantes e que tinham tudo pra dar certo, e deram!!!
Até mais!!!

Ps 1: Fiquei muito feliz em saber que as pessoas continuam vindo ao blog e encontrando livros pelos quais se interessam... Isso também é um grande incentivo!!!

Ps 2: Abraço especial para Fernanda, Cris, Cláudia, Lora e Sílvia... Espero que não tenham desistido de mim!!!