26 de dez de 2011

Férias... Ano Novo...


Meu povo, minhas férias chegaram...
Talvez eu fique alguns dias sem postar já que na Jaguaruna (minha praia) é bem difícil encontrar internet... Mas não se preocupem, voltarei em breve, e falando dos livros que terei lido e daqueles que vou querer ler - tomara que eu ganhe alguns novos no Natal (desconfio que meu pai vai dar aquela Biografia da Frida Kahlo sobre a qual falei, mas não contem pra ninguém, hehe).

Gostaria de dizer a vocês que, nesse ano, a criação desse blog foi algo muito especial pra mim, algo que trouxe muita alegria e realização, algo que tornou meus dias ainda melhores... Eu já amava ler e agora amo também escrever...
Meu muito obrigada a todos os leitores do Ler e Amar, a todas as pessoas que deixam seus comentários, a todos aqueles que estão sempre me incentivando através de idéias, sugestões e palavras de estímulo... Obrigada a todos as blogueiras (que acabaram se tornando minhas amigas) que conheci e foram muito receptivas e atenciosas...
Gente: Muito Obrigada mesmo!!! Ano que vem continuamos a caminhada juntos...

E para terminar: UM FELIZ ANO NOVO...
Que todos os sonhos se realizem
Que todas as esperanças se renovem
Que a paz possa reinar em nossas vidas
E que o amor tome conta de nossos corações...

Que possamos ser pessoas melhores
Que possamos receber sempre o melhor das pessoas
Que possamos praticar o bem
E assim transformarmos o mundo num lugar melhor!!!
ATÉ MAIS...

24 de dez de 2011

NATAL



Gente eu AMO Natal, sempre amei, desde criança, e já comentei isso aqui... As musiquinhas que tocam nas lojas e nas ruas, as luzes que iluminam e enfeitam a cidade, o vai e vem das pessoas... É um clima tão bom e diferente!!!
Natal pra mim significa Esperança e Amor... É o aniversário de Jesus Cristo, que através de seu nascimento nos trouxe VIDA e transformou o mundo e as pessoas - por isso Natal também é tempo de renovação... É tempo de agradecermos e celebrarmos!!!
Por isso minha gente, eu desejo a vocês um NATAL MARAVILHOSO, cheio de LUZ, cheio de FÉ e de AMOR!!! Abram seus corações e deixem a paz, a felicidade e a bondade tomarem conta de suas vidas... Que DEUS nos ilumine e abençoe sempre!!!

23 de dez de 2011

Mini Becky Bloom - tal mãe, tal filha

Gente, terminei de ler este livro já faz mais de uma semana... Fiquei tão ansiosa para falar sobre ele que esse texto que vocês lêem agora está escrito há alguns bons dias... Isso porque eu queria dar conta de reproduzir fielmente meu sentimento e minha percepção quanto a este último romance da Becky... Aliás, tomara que não seja o último!!!

Becky Bloom é doidinha sim, atrapalhada e vive metida em apuros, mas não podemos esquecer seu outro lado, nem tirar nenhum de seus méritos – sua sensibilidade, seu enorme coração, seu jeito meigo e engraçado, seu enorme bom gosto, suas idéias criativas (e mirabolantes), sua tentativa de sempre ajudar (embora às vezes isso dê errado)... A Sra. Brandon (como é chamada depois do casamento com Luke) é uma boa pessoa, boa amiga, boa filha, boa mãe, boa esposa... Eu, sinceramente, queria tê-la como amiga...

Nessa narrativa, ela e a filhinha Minnie (uma fofinha!!!), conseguem nos cativar e provocar boas risadas desde as primeiras linhas... E outra coisa que percebi: a relação entre a Becky e o Luke está mais madura, mais real, mais leve... Há mais companheirismo... Pelo menos foi o que senti...
Enfim minha gente, a autora, Sophie Kinsella, tem todo um tato e inspiração para contar histórias!!!

Leiam meu povo... Leiam todos eles, devagar, com calma – talvez durante o verão (boa idéia hein???) – e entrem para o maravilhoso mundo da leitura e das confusões da simpática Becky Brandon – ex-Bloonwood – e sua family!!!

Então é isso, adios muchachos, buenos dias e até o próximo texto... Quero falar com vocês antes do Natal viu??? Isso quer dizer amanhã????? Aiii, se não der tempo então nos falamos antes do Ano Novo tá??? Ho Ho Ho...



Trecho do Livro:

“- Mamãe! – Uma voz aguda e inconfundível entra na minha cabeça e eu esqueço Luke.
- Minnie! – Me viro e, por um segundo desesperador, não a vejo.
- Era a Minnie? – Luke também está alerta. – Onde ela está?
- Ela estava com a minha mãe... Droga. – Pego Luke pelo braço e aponto, horrorizada para o palco.
Minnie está sentada em cima de uma das renas do Papai Noel, segurando as orelhas do bicho. Como é que ela subiu ali?
- Com licença... – Abro caminho entre pais e crianças. – Minnie, desça já daí!
- Cavalinho! – Minnie chuta a rena, toda feliz, amassando o papel machê.
- Alguém tira essa criança daqui, por favor? – uma elfa pede, no microfone. – Os pais desta criança podem vir aqui, por favor?
- Eu só a soltei por um minuto! – minha mãe diz, se defendendo enquanto Luke e eu nos aproximamos dela. – Ela simplesmente saiu correndo!
- Muito bem, Minnie – diz Luke, de maneira firme, subindo no palco. – A festa acabou.
- Escorrega! – ela subiu no trenó. – Meu escorrega!
- Não é um escorrega e está na hora de descer. – Ele pega Minnie pela cintura e a puxa, mas ela cruza as pernas no assento e se segura no trenó com uma força absurda.
- Podem tirá-la daqui, por favor? – diz a elfa, sendo quase mal-educada.
Seguro Minnie pelos braços.
- Muito bem – sussurro para Luke. – Você pega as pernas. Vamos arrancá-la daqui. Vou contar até três. Um, dois, três...
Ah, não. Ah... Droga
Não sei o que aconteceu. Não sei o que fizemos, mas a porcaria do trenó está desmoronando. Todos os presentes estão caindo do trenó sobre a falsa neve. Num piscar de olhos, um mar de crianças corre para a frente do palco e começa a pegar os presentes, enquanto os pais gritam, dizendo para voltarem imediatamente ou não terão Natal nenhum.
É um caos...”

21 de dez de 2011

O Chá-de-bebê de Becky Bloom


Ótima quarta-feira minha gente!!!
Contagem regressiva para a chegada do Papai Noel, eeeeeeee...

Becky Bloom estava grávida nesse livro (francamente né Aliny??? é só ler o título para saber, hehe)... E essa gravidez não foi nada tranqüila... Sou obrigada a dizer que, por mais que nossa amiga viva imaginando, sonhando e fantasiando coisas sobre e para a sua vida, nessa história ela tem certa razão nas suas preocupações e aflições... Alguns “probleminhas” realmente são de deixar “a pulga atrás da orelha”. Aliás, eu bem que achei que o Luke (seu marido, pai do bebê e o personagem masculino mais importante da série) deixou um pouco a desejar... Ou será que eu segui a onda e a lógica (e a doidice) dos pensamentos da personagem??? Mas também o que que a Becky vai me fazer numa médica obstetra que é ex-namorada do seu marido e, o pior, uma ex que ainda pensa em tê-lo de volta??? Senhorrrrr socooooorro...
Em meio a todo esse “bafafá”, Becky e seu barrigão não têm muito sossego, mas nós leitores continuamos sim sossegados, nos divertindo em sua companhia, esperando que tudo fique bem e que ela se saia bem também...
Obs: Ótima literatura para as grávidas relaxarem e darem boas risadas!!!


Trecho do livro:
“Tudo bem. Não entre em pânico. Vai dar tudo certo. Claro que vai.
Claro que vai.
- Poderia levantar a blusa, Sra. Brandon? – A técnica em ultra-sonografia tem uma voz agradável, profissional, enquanto me olha. – Preciso aplicar um pouco de gel na sua barriga antes de começarmos o exame.
- Sem dúvida! – respondo sem mover um músculo. – O negócio é que... estou só um tiquinho... nervosa.
Estou deitada numa cama no hospital Chelsea and Westminster, tensa de ansiedade. A qualquer minuto, Luke e eu veremos nosso neném na tela pela primeira vez desde que ele era somente uma bolinha minúscula. Ainda não acredito. Na verdade, ainda não superei totalmente o fato de que estou grávida. Dentro de dezenove semanas, eu, Becky Brandon... serei mãe. Mãe! ... este é um genuíno, cem por cento, bebê de lua-de-mel!”

19 de dez de 2011

A Irmã de Becky Bloom

Que tal começarmos a semana com a irmã da Becky Bloom??? Ou pelo menos: que tal sabermos de quem se trata e tentarmos conhecê-la um pouquinho melhor???

Pois é minha gente, Becky Bloom arrumou uma “sister”...
Querem saber se é irmã de coração ou de sangue mesmo??? Olha, por enquanto só adianto a vocês que a Jess (essa possível irmã) em nada se parece com a nossa amiga, em nada mesmo... Seráááá???
Quem já leu, não sei se é da mesma opinião que eu, mas entre todos os romances da personagem, achei que esse é o que contém um espírito mais aventureiro... Não aventuras inspiradas em compras ou glamour, não, mas motivadas pelo coração e pelos sentimentos da nossa amiga Becky... Tanto que, nesse livro, acabamos por conhecer mais uma de suas facetas - a de mulher corajosa, que não tem medo de voltar atrás... Bom início de semana pessoal!!!



Trecho do livro:
“...Então nós não somos exatamente gêmeas idênticas – mas sem dúvida há uma semelhança se você olhar com bastante atenção. Tipo... ela tem praticamente os mesmos olhos que eu, exceto por a cor ser outra e a forma ligeiramente diferente. Além disso o nariz dela seria exatamente igual ao meu se não tivesse aquela extremidade pontuda. E o cabelo seria exatamente o mesmo! Se ela o deixasse crescer um pouquinho e talvez fizesse um tratamento de condicionamento profundo.
Ela provavelmente está me examinando do mesmo modo, percebo subitamente.
- Praticamente não consegui dormir! – digo e dou um sorriso ligeiramente acanhado. – É tremendamente empolgante conhecer você, enfim!
Jesse assente mas não diz nada. Meu Deus, ela é muito reservada mesmo. Terei de fazê-la sair um pouquinho da casca.
- Eu me pareço com o que você imaginava? – Dou um risinho sem graça e ajeito o cabelo.
Jess me examina por um momento, passando o olhar pelo meu rosto.
- Realmente não imaginei como você seria – revela por fim...”


Sinopse: Becky Bloom achou que casar com Luke Brandon seria uma caixinha da Tiffany cheia de felicidade. Mas, honestamente, a coisa não é um sonho como ela esperava. O problema começou na lua-de-mel, quando contou uma mentirinha minúscula a Luke, sobre uma comprinha de nada. Agora ela está com o orçamento contado, não tem emprego e, pior de tudo, sua querida Suze tem uma nova “melhor amiga”. Becky está na maior deprê quando recebe uma notícia incrível: ela tem uma irmã, há muito tempo perdida, sumida, esquecida! Becky nunca esteve tão em-pol-ga-da!!! Finalmente uma irmã de verdade! Elas podem fazer compras juntas... escolher sapatos juntas... fazer as unhas juntas... Até que ela tem o maior choque da vida. Não pode ser verdade! Não é possível que a irmã querida de Becky Bloom possa... odiar compras!!! Socorro!!! Uma irmã. Uma alma-gêmea. Uma unha-de-fome?

16 de dez de 2011

Natal e Livros

Não esqueci da Becky Bloom não, tá??? Ainda faltam três romances... Mas é que o post de hoje não podia esperar mais, pra não ficar em cima da hora... E vocês também podem dar uma olhada nos livros que vou citar aqui no fim de semana né??? Vamos lá!!!


Gente NATAL é bom né???
Eu ADORO – as músicas, a decoração, o colorido das coisas, os presentes (claro!)... Mas, o mais importante, o que eu mais AMO, sem sombra de dúvida, é o motivo pelo qual comemoramos esta data: O Nascimento de JESUS e, juntamente com Ele, a esperança, o amor, a paz e a luz... Por isso meu povo, Natal é época de renovação, de alegria... É época de acreditar nos sonhos e nas pessoas, é época de perdoar (e se perdoar também), época de começar de novo (e de forma diferente), época de fazer o bem... Então, nesse Natal, vamos celebrar a vida??? Vamos celebrar o amor??? Vamos renovar nossa fé em DEUS e acreditar no poder do bem??? Acreditar que podemos construir um mundo melhor, um pouquinho a cada dia, começando pelo nosso cantinho, nossa casa, pela nossa vida e das pessoas ao nosso redor??? Que tal???

Bom, mas como já falei ali em cima, Natal também é época de presentes, eeeeeeee... Então, o que poderia ser um presente maravilhoso para dar e receber??? Siiimmm: LIVROS!!! Por isso pessoal, aí vai a “pequena” lista que fiz como sugestão para o amigo secreto lá de casa, inspirem-se:
Obs: nem todos são bem recentes, mas são obras que quero muito...

·         Palácio de Inverno: John Boyne
·         Uma Noite no Chateau Marmont: Lauren Weisberger
·         As Esganadas: Jô Soares
·         Um Hotel na Esquina do Tempo: Jamie Ford
·         Almoço no Restaurante da Saudade: Anne Tyler
·         O Museu da Inocência: Orhan Pamuk
·         Frida – A Biografia (Frida Kahlo): Hayden Herrera


Um fim de semana cheio de LUZ e que o espírito natalino toque todos os corações!!!

14 de dez de 2011

As Listas de Casamento de Becky Bloom

Olá pessoal!!! Estão gostando da maratona Becky Bloom???
Espero que sim!!!

Bom minha gente, que a Becky Bloom é uma personagem completamente enrolada e engraçada não há dúvidas né?? Pois é, só que nesse livro (terceiro da série) ela consegue se superar e acaba por transformar os preparativos de seu tão sonhado casamento numa verdadeira odisséia desvairada. E, para a surpresa de seus leitores, nesse romance o que a coloca em apuros não são suas dívidas, mas sua incrível capacidade de se atrapalhar mesmo com as coisas que deveriam ser mais simples – coisas estas que ela se empenha em esconder “numa caixinha no fundo da mente” ao invés de tentar resolver. Pois é, essa é nossa amiga Becky Bloom e mesmo em meio a tanta confusão não conseguimos deixar de torcer para que tudo, no final pelo menos, dê certo...


Sinopse: Pela primeira vez a vida de Becky Bloom parece estar nos trilhos. Ela conseguiu um emprego de consultora de compras, no qual gasta o dinheiro de outras pessoas, e ainda é paga por isso. Mora num ótimo apartamento em Manhattan com Luke, o homem de sua vida, com quem abriu até mesmo uma conta conjunta! Então Luke a pede em casamento. E a confusão se instala na vida do casal. A mãe dela quer um casamento na Inglaterra. A sogra, uma festa de cinema em Nova York. Becky precisa escolher onde vai se casar, mas não consegue, perdida na preparação de listas de presentes, provas de vestidos e escolhas de bufê. O tempo vai passando. E ela, de repente, percebe que está em grandes apuros. Como conciliar duas cerimônias, no mesmo dia, na mesma hora e em dois continentes diferentes? Tudo bem, o noivo é o mesmo. Mas será que ele vai resistir a tamanha confusão?


  Trecho do livro:
“- Deve haver alguma solução brilhante! – Empurro o cabelo para trás, tentando não entrar em pânico. – Anda! O senhor supostamente é a pessoa mais inteligente dos Estados Unidos ou sei lá o quê! Deve ser capaz de pensar numa saída!
- Srta. Bloom, deixe-me esclarecer. Eu examinei isso de todos os ângulos, e não existe solução brilhante. Não há saída – Garson Low suspira. – Posso lhe dar três pequenos conselhos?
- Quais? – digo, com uma fagulha de esperança.
- O primeiro é nunca assinar nenhum documento sem primeiro ler.
- Eu sei disso! – grito, antes de me controlar. – De que adianta todo mundo ficar me dizendo isso agora?
- O segundo, e eu recomendo isso enfaticamente, é contar ao seu noivo.
- E qual é o terceiro?
- Esperar o melhor.”

12 de dez de 2011

Delírios de Consumo na Quinta Avenida

Olá meu povo!!! Um início de semana maravilhoso pra todos vocês!!!

Quando peguei este livro, para dar uma olhada, antes de escrever o texto, tive uma grata surpresa. Não lembrava que tinha sido um presente do meu papis. Então, quando reli a dedicatória fiquei muito feliz porque amei o que ele escreveu, por isso, com todo o carinho, divido com vocês:
“Aliny, que bom que gostas de ler, não me custa nunca te presentear livros, pois quem lê, enriquece o seu viver, e se embasa para trilhar todos os caminhos. Para mim tu és o que tenho de mais importante, e assim como pra mim és uma jóia preciosa, feliz de quem desfruta de tua presença. Te amo!!! Romero"
Lindo né??? Obrigada PAI!!!
Viu minha gente, como vale a pena escrever uma dedicatória??? Como elas podem fazer alguém que a gente gosta feliz???

Esse foi o primeiro livro da Becky Bloom que li. Sim, quando conheci essa história nem sabia que já existia uma primeira, hehe... Mas graças a minha amiga Samantha (Sá beijão), li, conheci e adorei Becky Bloom!!! As trapalhadas, as dívidas, o romance e a diversão, felizmente, continuam, eeeeeeeeeeeeeeeee...


Sinopse: Becky Bloom está de volta. E com um cartão de crédito pronto para a ação. É assim que ela encara Nova York, para onde se muda para acompanhar Luke, seu namorado, que troca a Inglaterra por um emprego nos Estados Unidos. A Meca mundial do consumo parece um jardim do éden para essa compradora compulsiva. Mas quando começam a chegar suas faturas de cartão de crédito, o paraíso acaba se transformando numa verdadeira sucursal do inferno na Terra.

Trecho do livro:
“Tudo bem, não entre em pânico. É só uma questão de ser organizada, ficar calma e decidir exatamente o que eu preciso levar. E depois colocar tudo arrumadinho na mala. Puxa, não pode ser tão difícil, não é?... Fecho os olhos, meio que esperando que, se desejar com bastante força, as roupas se arrumem por magia numa série de pilhas bem dobradas... Mas quando abro os olhos de novo, a bagunça continua. De fato, parece haver ainda mais, já que enquanto meus olhos estavam fechados as roupas pularam secretamente das gavetas e saíram correndo pelo quarto. Para todo lado que olho, no quarto inteiro, há pilhas enormes e emboladas de... bem... coisas...”

10 de dez de 2011

Dia de BEM ESTAR

Hoje, dia 10 de dezembro, conforme proposto pelo blog Escritos Reunidos, da minha amiga Jú, vamos realizar uma blogagem coletiva. Ou seja, todos os blogs que aceitaram o Desafio Bem Estar (saiba mais aqui) vão publicar um texto sobre bem estar, prazer, realização, autocuidado e tudo o mais que houver de bom...
Como a Jú explicou, cada um, a seu modo, vai escrever algo que toque o coração das pessoas e as faça pensar na importância de um dia a dia saudável e de um cotidiano feliz... Então, vamos lá???



Gente, para tocar o coração das pessoas acho que em primeiro lugar precisamos falar (ou escrever) com sinceridade e a respeito de coisas que conhecemos e acreditamos...

Eu acredito no amor
Eu acredito na paz
Eu acredito na harmonia
Eu acredito na bondade e solidariedade das pessoas
Eu acredito no perdão e na compaixão
Eu acredito num mundo melhor
Eu acredito na felicidade e, o mais importante
Eu acredito que essa felicidade está nas coisas simples da vida
E, para acreditar em tudo isso, eu acredito na FÉ e na esperança
A fé de que DEUS nos reserva sempre algo maravilhoso
A esperança de que tudo vai dar certo

Parece fácil escrever e difícil fazer?
Não, não é difícil, ou melhor, não é tão difícil
Acreditar nesses sentimentos é um exercício diário e constante
É um caminho para percorrermos com muita paciência e sabedoria
Sem desistir, mesmo nos momentos estressantes e na TPM (quem tiver)
Pelo contrário, nessas horas é que a gente tem que inspirar e expirar
Enxergar-se, permitir-se, aceitar-se
Ninguém é perfeito, mas todos podemos ser melhores
Melhores com a gente mesmo, melhores com o outro

A receita para isso?
Não há receita
Cada um, a sua maneira, precisa parar, respirar e pensar:
O que me faz bem?
E a resposta não precisa ser nada complicada ou difícil

Comece devagar
Pense nas pequenas coisas
Pense naquelas que só dependem de você
Imagine o que está ao seu alcance
E vá, se jogue, dia a dia, aumentando sua lista
Mas comece e o mais importante: PERMITA-SE
ABRA SEU CORAÇÃO, VOCÊ MERECE

Você merece um café com pão de queijo
Uma caminhada ao ar livre
Um banho de mar
Um cineminha
Uma cerveja com amigos
Um banho relaxante
Um bom dia para seus colegas de trabalho
Comprar mais plantas (elas melhoram a qualidade do ar)
Praticar um exercício que lhe traga alegria
Você merece tudo de bom

Enfim... VIVA e presenteie-se com momentos especiais
Invista em você, pelo menos uns minutinhos por dia
NÃO DESISTA
Seja feliz
Seja gentil
Seja amável
Seja você mesmo!!!


Legenda da foto: Olha eu "de alegre" aí em cima, hahahaha...
Sem vergonha de ser a gente mesmo não é???

OBS: Tudo o que já falei sobre esse DESAFIO está na lista de marcadores do lado direito da página aqui do blog e a palavra ícone (ou palavra-chave) é Projeto Bem Estar, clique e saiba mais...

8 de dez de 2011

Os Delírios de Consumo de Becky Bloom

O primeiro livro da série Becky Bloom... O início de toda a sua história, de todas as suas trapalhadas, compulsões e contorcionismos financeiros com bancos e cartões de créditos... É também o início de uma história de amor, dela com Luke e nossa com ela porque, afinal de contas, ler Becky Bloom acaba se tornando um caso de amor (e vício) bem divertido, hehe... Aliás, apesar de em alguns momentos querermos pegá-la pelo braço e gritar “Helloooo minha filha, acorda e se orienta”, ainda assim jamais abandonamos a torcida por seu final feliz...
Divirtam-se meu povo!!!

Sinopse: Rebecca Bloom é uma jovem londrina com o péssimo hábito de consumismo compulsivo. Apesar de ser uma jornalista especializada em mercado financeiro, ela não consegue controlar suas finanças pessoais. Endividada até a alma, vive fugindo do seu gerente de banco e procurando fórmulas mirabolantes para pagar a fatura do cartão de crédito. E ainda encontra tempo para se apaixonar. Um romance bem divertido que faz um retrato de muitas mulheres das grandes cidades.
  
(capa da versão pocket)

Por sugestão de minha querida amiga Tharci, abaixo de cada texto haverá um pequeno trecho do livro (nesse serão dois porque fiquei indecisa, hehe), para estimular a leitura né?? Aí vai:

“...Quer saber meu sonho secreto? Ele se baseia numa história que li uma vez no jornal a respeito de uma confusão ocorrida num banco. Gostei tanto que recortei e fixei na porta do armário. Duas faturas de cartão de crédito foram enviadas para pessoas erradas e – imagine só – ambas pagaram a conta errada sem perceber. Elas pagaram as faturas uma da outra sem sequer examiná-las.
Desde que li aquela história, tenho um sonho secreto: que o mesmo acontecerá comigo. Alguma velhinha caduca na Cornualha vai receber minha fatura colossal e pagá-la antes mesmo de olhar para ela. E eu receberei sua conta de três latas de comida de gato, a 59 centavos cada uma. Que, naturalmente, pagarei sem questionar. Justiça é justiça, afinal...”

“...Frugalidade. Simplicidade. Esses são meus novos lemas. Uma nova vida, sem confusão e desordem, meio zen, em que eu não gaste nada. Quero dizer, quando se pensa nisso, quanto dinheiro desperdiçamos por dia? Não é para menos que estou com algumas dívidas. E, realmente, não é culpa minha. Eu só estava sucumbindo à draga ocidental do materialismo – e é preciso ter a força de um elefante para resistir. Pelo menos é o que diz o livro que comprei...”

6 de dez de 2011

As Aventuras e Desventuras de Becky Bloom

Olá minha gente!!! Já queria ter vindo falar com vocês ontem, segunda - dia internacional de começar tudo e dia internacional da dieta também - mas esqueci o computador em casa... Coisas da idade... Não voltei pra buscar porque minha casa fica a mais ou menos 30km do meu trabalho entenderam??? É, fica meio longe pra voltar sim, hehe...

Agora vamos ao que interessa...
Não meus amigos, decididamente o título aí em cima não é o título de um dos livros da Becky Bloom não, mas é, sem dúvida, a melhor maneira que encontrei para começar a falar de suas histórias ou de suas aventuras e desventuras (essas, um pouco intensas demais até, hehe)...
Para quem não conhece, Becky Bloom ou Rebecca Bloom é a heroína (moderna e atrapalhada – alguns diriam que um pouco fútil também) de uma série de livros da escritora Sophie Kinsella (leia sobre ela aqui). Uma personagem que deu tão certo que levou à autora a escrever mais cinco histórias depois da primeira, totalizando seis romances divertidíssimos que li, amei e quero dividir com vocês. Eis os livros em seqüência:

- Os Delírios de Consumo de Becky Bloom (esse já tem numa versão menor e mais em conta)
- Becky Bloom: Delírios de Consumo na Quinta Avenida
- As Listas de Casamento de Becky Bloom
- A Irmã de Becky Bloom
- O Chá-de-bebê de Becky Bloom
- Mini Becky Bloom: Tal Mãe Tal Filha (ESTOU LENDO ESSE)



Já tem um tempo que ando querendo falar sobre todos esses romances, então decidi finalmente fazê-lo - acho que já estou inspirada o suficiente, hehe – e a melhor idéia que me surgiu para realizar essa tarefa é falando sobre cada um deles separadamente, ou seja, um romance = um post = um texto. Inicialmente queria fazer isso durante 6 dias seguidos, mas resolvi dar uma pausa de um dia ou mais entre um post e outro para dar tempo de todo mundo acompanhar a leitura e para eu também não esgotar meu estoque de textos de uma vez só, hehe, brincadeirinha...

Senhoras e senhores, moças e rapazes, está dada a largada da maratona Becky Bloom, eeeeeeeeeeee... Até o primeiro livro (que sai ainda esta semana): Delírios de Consumo de Becky Bloom!!!!!!!
Um início de semana maravilhoso a todos!!!

2 de dez de 2011

Belíssima

Gente, estamos chegando pertinho do Natal... E, além do Natal ser um tempo de luz, renovação, fé e amor, é também a época do ano em que costumamos presentear as pessoas especiais... Para pessoas especiais, nada melhor do que um presente especial, ou seja, um LIVRO, hehe... Um livro é sempre uma ótima opção de presente e uma forma de incentivar a leitura e o conhecimento, além claro, de ser um ticket de viagem barato e exclusivo... Vamos viajar???
Geralmente é nessa época também que vários lançamentos começam a aparecer no mercado... Eu, sinceramente, preciso dar uma volta pelas livrarias e descobrir o que está vindo por aí ou o que já chegou... Ai ai, minha lista vai crescer e crescer e crescer, hehe...

Agora, mudando de saco pra mala (como diz a Vevé), mas ainda falando de algo relacionado ao Natal, quero mencionar um romance que li da Nora Roberts chamado Belíssima, romance esse que minha vó ganhou no Natal passado (não disse que tinha relação???).

Belíssima é um romance excelente que mistura amor, suspense, arte e ainda nos proporciona uma pequena viagem pela Itália, já que é lá, na cidade de Florença, que parte da história acontece. Uma narrativa cheia de ação e paixão. Uma obra que, pelo menos pra mim, vai muito além do tom açucarado da autora. Gosto sim de romances açucarados e mais ainda da Nora Roberts... Mas, nesse trabalho, achei que ela foi um pouco além e isso tornou o livro ainda mais atraente...

Essa é a dica de sexta meu povo... Um fim de semana cheio de luz e repleto do espírito natalino pra todos vocês!!!


1 de dez de 2011

Desafio 15 Minutos Todo Dia

Lembram do Desafio Bem Estar Todo Dia??? (Se não lembrarem cliquem aqui.) Pois é, agora a Jú, do blog Escritos Reunidos, está partindo para a segunda etapa do projeto e estamos todos convidados... Saiba o que vai rolar no dia 10 de dezembro nos blogs participantes aqui.
Gente, Bem Estar é algo com o qual devemos conviver sempre, buscando equilíbrio, harmonia, paz e fé, todos os dias, seja meditando, orando ou fazendo algo de que realmente gostamos... Vamos lá??? Boa quinta-feira!!!