12 de dez de 2011

Delírios de Consumo na Quinta Avenida

Olá meu povo!!! Um início de semana maravilhoso pra todos vocês!!!

Quando peguei este livro, para dar uma olhada, antes de escrever o texto, tive uma grata surpresa. Não lembrava que tinha sido um presente do meu papis. Então, quando reli a dedicatória fiquei muito feliz porque amei o que ele escreveu, por isso, com todo o carinho, divido com vocês:
“Aliny, que bom que gostas de ler, não me custa nunca te presentear livros, pois quem lê, enriquece o seu viver, e se embasa para trilhar todos os caminhos. Para mim tu és o que tenho de mais importante, e assim como pra mim és uma jóia preciosa, feliz de quem desfruta de tua presença. Te amo!!! Romero"
Lindo né??? Obrigada PAI!!!
Viu minha gente, como vale a pena escrever uma dedicatória??? Como elas podem fazer alguém que a gente gosta feliz???

Esse foi o primeiro livro da Becky Bloom que li. Sim, quando conheci essa história nem sabia que já existia uma primeira, hehe... Mas graças a minha amiga Samantha (Sá beijão), li, conheci e adorei Becky Bloom!!! As trapalhadas, as dívidas, o romance e a diversão, felizmente, continuam, eeeeeeeeeeeeeeeee...


Sinopse: Becky Bloom está de volta. E com um cartão de crédito pronto para a ação. É assim que ela encara Nova York, para onde se muda para acompanhar Luke, seu namorado, que troca a Inglaterra por um emprego nos Estados Unidos. A Meca mundial do consumo parece um jardim do éden para essa compradora compulsiva. Mas quando começam a chegar suas faturas de cartão de crédito, o paraíso acaba se transformando numa verdadeira sucursal do inferno na Terra.

Trecho do livro:
“Tudo bem, não entre em pânico. É só uma questão de ser organizada, ficar calma e decidir exatamente o que eu preciso levar. E depois colocar tudo arrumadinho na mala. Puxa, não pode ser tão difícil, não é?... Fecho os olhos, meio que esperando que, se desejar com bastante força, as roupas se arrumem por magia numa série de pilhas bem dobradas... Mas quando abro os olhos de novo, a bagunça continua. De fato, parece haver ainda mais, já que enquanto meus olhos estavam fechados as roupas pularam secretamente das gavetas e saíram correndo pelo quarto. Para todo lado que olho, no quarto inteiro, há pilhas enormes e emboladas de... bem... coisas...”

3 comentários:

  1. Aliny, essa idéia do gazebo eu já venho amadurecendo a algum tempo....rsrsr
    Mas quero tb uma coisa mais definitiva,dentro de casa, onde possa fazer uma biblioteca e para ler nos dias de chuva e frio tb.

    Eu e meus pais moramos no mesmo sítio, mas em casas diferentes. O sítio é bem espaçoso então pode-se dizer que somos vizinhos.....rsrsrsr

    ResponderExcluir
  2. Eu também adoro dedicatórias nos livros....as vezes ganho sem e depois acabo pedindo a pessoa que me deu o livro para escrever uma....rsrs
    Uma dedicatória torna o livro especial!
    Mas sabe que ganho pouquíssimos livros?! A maioria dos que ganhei, foram presentes do meu filhão lindo que também é louco por livros ;)

    ResponderExcluir
  3. Oie!!! Tem mais um post la no blog!!! Bjos

    ResponderExcluir