15 de jun de 2012

Madame Bovary - parte II


Voltando a nossa amiga Bovary...
Então, o escritor francês, Gustave Flaubert, publicou esse romance em 1857, o que gerou toda uma comoção naquele tempo (imaginem) e levou o autor a um julgamento por ofender a moral e a religião, do qual ele foi absolvido. Madame Bovary foi seu trabalho mais importante e considerada a primeira obra da literatura realista.

O romance faz uma crítica aos valores burgueses da época narrando a história de Emma, uma mulher criada no campo, muito bonita e requintada para os padrões provincianos, que mesmo casando-se com o apaixonado médico Charles Bovary, nunca parece estar satisfeita com sua vida, buscando no adultério, a liberdade e a felicidade que nem seu marido e nem o nascimento de sua filha conseguiram satisfazer...

Gostei de duas coisas nessa obra:
- Uma, claro, a história em si e sua relação com a Psicanálise de Lacan que aprendi na faculdade. É claro que depois de anos, o livro acabou fazendo muito mais sentido que o filme. Aliás, acho que li esse livro justamente por conta de seu significado psicanalítico e acabei gostando da história independente disso.
- Duas: mesmo sendo um livro de 1857, o autor continua fazendo-se entender até os dias de hoje, assim como o conteúdo de sua obra, o que mais uma vez vem provar (como se isso precisasse de provas) o caráter atemporal da literatura.

Leiam, conheçam a história, façam suas próprias análises e divirtam-se... Acho tão bom quando um romance é capaz de abrir um leque de significados e observações... Vamos trocar idéias... Venham aqui comentar, quero saber a opinião de vocês sobre o livro (ou filme) e sobre a Psicanálise... Sejam sempre bem-vindos!!! Um ótimo fim de semana a todos!!!! 


O escritor Flaubert

Imagem de Emma Bovary no filme que assisti

3 comentários:

  1. Minha querida amiga,tenho ótimas lembranças deste livro,pois o lia escondido do meu pai.Cada dia um pedacinho.bjs

    ResponderExcluir
  2. Aliny, eu comprei o Madame Bovary daquela coleção Clássicos da Literatura que a editora Abril lançou faz um tempinho....a edição é linda, com capa dura de tecido. MAS....ainda não animei de ler....entre tantos outros, ele e Moby Dick acabam ficando sempre pra depois. Mas depois do que li aqui, me deu muita vontade de ler. Acho q qd vc diz que ela nunca parece estar satisfeita com sua vida, me deixou curiosa, pq as vezes me sinto assim....sempre querendo mais, mesmo sem saber ao certo o que é esse "mais"....rsrsrsr
    Estou lendo uma série maravilhosa, O imperador de Conn Iggulden e quando acabar vou ver se animo de ler Madame Bovary.
    Beijos enormes pra ti!

    ResponderExcluir
  3. Estou lendo esse livro !

    ResponderExcluir