20 de jan de 2012

As Esganadas



Divertido e inteligente, esse romance policial nos leva diretamente até o Rio de Janeiro do final dos anos 30, contextualizando também o panorama mundial da década... E eu, que além de ter começado a gostar recentemente do suspense presente nessa obras e que quase já nem gosto do Rio de Janeiro nem nada (não, imagina), amei conhecer um pouco mais da história da época...
Nunca tinha lido nada do Jô e minha impressão foi a de que, pelo menos nesse livro, conseguimos perceber sua preocupação em buscar, nas mais diversas e detalhadas fontes, informações importantes e interessantes para o leitor... Sendo assim, ele acaba aguçando ainda mais nossa curiosidade e nos entretendo com sua ótima narrativa, cheia de boas doses de humor, suspense e conhecimento cultural... Uma excelente opção para as férias!!!! Confiram people!!!!
UM FIM DE SEMANA CHEIO DE LUZ E PAZ PARA TODOS NÓS!!!

Sinopse: Rio, 1938. Um perigoso assassino está às soltas nas ruas. Seu alvo: mulheres jovens, bonitas e... gordas. Sua arma: irresistíveis doces portugueses. Com requintes de crueldade gastronômica, ele mata sem piedade suas vítimas, e depois expõe seus cadáveres acintosamente, escarnecendo das autoridades... Para investigar os crimes, o famigerado chefe de polícia Filinto Müller designa um delegado ranzinza, assessorado por um auxiliar obtuso e medroso, e que contará com a inestimável ajuda de um sofisticado e culto ex-inspetor. Na perseguição ao criminoso, os três policiais ganham a desejável companhia de uma jovem linda, destemida, viajada e moderna, que é repórter e fotógrafa da principal revista ilustrada do país.

Trecho do livro:
“- Há mais mistérios entre o céu e a terra, Horácio, do que sonha a vossa vã filosofia.”
- Meu nome é Valdir, seu Esteves – lembra Calixto, achando que o português perdeu a razão.
- Sei-o bem, querido Calixto, sei-o bem. Estava a me referir ao verso de Shakespare ao seu amigo Horácio quando Hamlet vê o fantasma do pai.
- Entendi – afirma Calixto mentindo.

Um comentário:

  1. Eu nunca li nada do Jô
    Mas assisti uma entrevista dele com Pedro Bial falando sobre este livro
    E gostei bastante, fiquei com vontade de ler

    Beijos
    @pocketlibro
    http://pocketlibro.blogspot.com

    ResponderExcluir