17 de jul de 2011

Feliz de Verdade














Oiiiiii povo!!!!
Como ontem meu primeiro post falava da Marian Keyes e, conseqüentemente, remetia a uma literatura mais "mulherzinha" (que eu amo amo amo), hoje quero falar de um outro livro muito interessante que li esse ano...
Mas antes quero só deixar claro que quando falo de uma literatura mais "mulherzinha" estou me referindo aos livros que contam histórias de mulheres, como você, como eu, como nossas amigas, familiares e assim por vai... Mulheres (e com um "M" muito maiúsculo diga-se de passagem) com seu dia a dia repleto de atividades, dilemas, problemas, sonhos, amores, filhos, alegrias, inseguranças, trabalho ou falta de, atividade física (ou não), maquiagem (ou não) e outras coisitas bem reais... Mulheres de verdade... Esse tipo de literatura costuma ser leve, divertida e na maioria das vezes carregada de identificações por nossa parte... Acho que quando percebemos essas identificações é que ocorrem as muitas risadas...
Mas voltando ao livro de hoje, FELIZ DE VERDADE, posso dizer que se trata de um livro estilo "mulherzinha" também, contudo, numa versão masculina da coisa, já que o escritor é um homem, Scott Mebus. No dia que comprei esse livro, confesso que comecei por achar o colorido da capa muito legal... Mas, sinceramente, num primeiro momento pensei que era algo meio auto-ajuda e fiquei em dúvida... Depois que li a sinopse mudei de opinião e ao ler um pouco sobre o escritor achei que devia mesmo ser bem interessante...  
O livro fala de um cara, com seus quase trinta anos, que resolve virar escritor e na espera pela publicação de seu livro começa a questionar várias coisas da sua vida... Esses questionamentos são colocados de uma maneira muito engraçada através de situações que podem parecer comuns mas não por isso menos divertidas... Eu mesma me peguei me matando de rir várias vezes, a ponto do Davi (meu maridão) perguntar: Senhorrrrrr, o que é isso???? Vale a pena conferir e melhor ainda deixá-lo para ler depois de um daqueles romances mais densos e sérios...

Primeiro, sobre o escritor:
Scott Mebus além de escritor é compositor, dramaturgo, humorista e produtos de música (talvez por isso tenha se sentido a vontade para seu personagem ser DJ). Trabalha na MTV e VH1 e mora em Nova York.
A Publishers Weekly falou que este livro, Feliz de Verdade, é gostoso de ler e tem uma sensibilidade a La friends. Friends maníacos experimentem!!!

SINOPSE: 
Será que um momento de pura felicidade vale todo o sofrimento para se chegar lá? David sem dúvida acha que sim. Ele largou uma carreira confortável como produtor de TV para tentar ser feliz de verdade. Mas enquanto espera que publiquem seu romance, sua vida está indo por água abaixo. Ele tem quase trinta anos, ainda não se casou, mora em um apartamento minúsculo e trabalha como disc jockey de segunda categoria, em casamentos e bar mitzvahs para ganhar uns trocados e pagar as contas. Pelo menos ele tem amigos, ou tinha? A melhor amiga do David, a Annie, está para se casar com um cara que o David chama de ‘Rato’. Dustin e Cameron, os seus amigos do peito na cidade, vão fazer uma coisa inacreditável - levar a vida a sério; e Zach, o amigo que David acha o máximo, tem em sua vida um segredo totalmente inesperado. Ainda por cima, David se apaixona por Jane, uma jovem muito espirituosa e charmosa, porém volúvel.

Um comentário:

  1. Oi, Aliny
    Bem interessante a história; já anotei! O título em inglês é The Big Happy. Bjs

    ResponderExcluir