1 de set de 2011

A Arte de Reviver

  A Arte de Reviver é uma coletânea das crônicas do famoso autor das Helenas e do Leblon, Manoel Carlos... Pra quem gosta do Maneco (como o chamam carinhosamente os fãs de seus trabalhos), este livro fica como uma sugestão de leitura gostosa e agradável sobre, vamos chamar, as coisas da vida: vida, morte, amor, felicidade, velhice, lembranças, amigos, sonhos...
E o texto dessa semana será justamente um trecho de uma crônica do Maneco, chamada Vida e Morte, uma homenagem ao Tio Túlio, pai do Fred da Dani e da Andréa, marido da Tia Vera, sogro da Gabi, o vô da Júlia e da Thaís, meu amigo e do Davi, uma pessoa muito querida que estará para sempre no nosso coração...


“Meus amigos, quando morrem, continuam fazendo aniversário. No meu coração e na minha memória, onde permanecem guardadas as boas lembranças do convívio, dos momentos divertidos e até mesmo das adversidades da vida. Para isso, tenho o auxílio de uma agenda infalível, ou quase, que me devolve o carinho daqueles que se foram para sempre, mas que eu continuo visitando, levado por uma data, um acontecimento único, qualquer coisa assim. E imagino esses meus mortos queridos ainda apagando velinhas e oferecendo fatias de bolo, imitando os que ainda vivem, mas já distantes deste belo e insensato mundo. Não há nada de anormal ou paranormal nesse meu comportamento. Afinal, para que alguma coisa exista para você, basta que você acredite nela...”
Manoel Carlos ainda cita o escritor inglês Douglas Adams que diz: “É curioso que as pessoas usem a expressão vida e morte. A morte não é o contrário da vida, mas sim do nascimento. A vida não tem contrário.”

Na minha opinião, o AMOR torna as pessoas eternas e inesquecíveis, elas seguem muito vivas em nossos pensamentos, em nossas palavras, em nossas ações e em nosso coração... Elas continuam vivendo num lugar muito especial onde a PAZ e a SERENIDADE reinam para sempre!!! O Túlio faz aniversário dia 15 de maio, não vou esquecer!!!


2 comentários:

  1. A presença de cada gesto, cada palavra, cada ação, o cheiro, estarão sempre vivos!!! Com a certeza de que a alegria, o aprendizado e o amor por ele doado devem ser seguidos! E, devem ser mantidos, por conta do exemplo que foi para todos nós, de amigo, pai, marido, vó, sogro, empresário e desportista. Ah! Então, a paixão antiga pelo Hercílio Luz que, incansavelmente, não o deixou desaparecer. É com mto carinho, consideração e reconhecimento que agradeço a Deus do seu Túlio ter por aqui "passado". À família, nós amigos, pedimos a Deus que lhe deem FORÇA. Que a fé e a paz habitem seus corações, pq fiquem certo que Ele estará bem em ver todos vcs bem! Aliny dia 15 de maio sempre será lembrado, como o dia 12 de novembro é pra mim, aníver do meu Pai, um beijo, Danúbia.

    ResponderExcluir
  2. Lindas as palavras Danu!!!! Amei tu ter participado de um post tão especial...

    ResponderExcluir